Buscar
  • Josmar Giovannini

PRA FRENTE É QUE SE ANDA ... SEMPRE!!! SERÁ???

A ideia do título deste artigo é inspirar todos os leitores para uma reflexão, que infelizmente não é tão clara e objetiva para muitos.

Sim, por mais estranha que a ideia possa parecer, ela é verdadeira e aplicável, de maneira geral, para tudo o que fazemos, bem como para tudo o que gerenciamos, tanto pessoal quanto profissionalmente. Façamos uma análise relacionada com os processos empresariais que lidamos todos os dias, os quais foram concebidos a fim de se padronizar uma sequência de atividades que devem ser executadas a partir de uma necessidade e com um objetivo claramente definido a ser atingido, o qual também é conhecido como a saída (resultado) do processo. Como afirma o professor Marcos Assi, da MASSI Consultoria e Treinamento Ltda, especialista na área de Governança Corporativa, dentre outras: “Estabelecer processos, fazer o mapeamento e ter normas são as principais questões para uma gestão de riscos bem-sucedida”. Pois bem, sabemos nós que nem sempre o (s) objetivo (s) é (são) alcançado (s) como planejado. Nestes casos, se faz necessária uma investigação para a identificação dos problemas que estejam acontecendo no processo e que estejam afetando as suas saídas (resultados) => identificação dos “gaps” do processo. Aliás, a única maneira de se alcançar sucesso na iniciativa de se garantirem os resultados esperados nas saídas dos processos é mediante ao monitoramento constante, identificação e imediata correção dos seus “gaps”. Porém, ao se fazerem as devidas análises dos passos do (s) processo (s), pode ser que sejam identificadas possibilidades de reformulação, solucionando a origem dos “gaps” que motivaram as referidas análises e inclusive implementando (melhorando) as suas saídas (os seus resultados) => Processo disruptivo.

Tais possibilidades de mudança/correção de rota são extremamente valiosas e importantes que sejam apoiadas e incentivadas, depois de serem devidamente alinhadas e aprovadas internamente, pois promovem inovações e transformações internas que consequentemente são muito importantes para a melhoria dos resultados da empresa.

Para que esta estratégia possa ser implementada, algumas qualidades são fundamentais que sejam reunidas, tanto nos profissionais de operação dos processos, quanto no corpo diretivo da empresa. São elas: VISÃO, MOTIVAÇÃO, ATITUDE, COMPROMETIMENTO E RESILIÊNCIA.

Fica clara a importância estratégica que tal processo de mudanças representa para as empresas, sendo desejável que seja promovido pela alta direção e "abraçado" pela maior parte possível dos seus colaboradores, os quais, guiados pelo gestor do projeto, possam sentir-se úteis e incentivados, como agentes do processo, a participar com ideias e sugestões, podendo implementar ainda mais a tratativa individual de cada um dos “gaps”, bem como o resultado final do processo de mudanças como um todo.

6 visualizações
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Google+ Icon
CONTATOS

​​Tel: +55 (11) 3280-4030​contato@conformidados.com.br

© 2020 POR CONFORMIDADOS TREINAMENTO, EDUCAÇÃO E CONSULTORIA LTDA.